O que é

Economia do Cuidado?

É o conjunto de atividades do qual depende todo o sistema econômico. Invisíveis aos olhos de muitos, seu desempenho assegura o bem-estar físico e emocional das pessoas.

Vamos olhar para quem cuida?

São as mulheres as principais trabalhadoras do cuidado remunerado e não remunerado, uma responsabilidade que impacta a vida delas dentro e fora de casa.

Mulheres Empreendedoras:
contexto de atuação

Pesquisa realizada pela Olhi, em 2023

Empreendedorismo e

Economia do Cuidado

Mulheres empreendem por motivos diferentes dos homens, majoritariamente em setores vistos como tipicamente femininos, sem receber o mesmo apoio de familiares e sem ter seus negócios levados tão a sério. Estão sobrecarregadas, se não doentes, com as responsabilidades do cuidado definindo desde suas necessidades, até suas oportunidades.

54%

Acreditam que o trabalho doméstico afeta o desempenho de seus negócios.

51,5%

Das empreendedoras já foram diagnosticadas com algum transtorno mental

30,6%

Empreendem para conciliar trabalho e maternidade

74,5%

Acreditam que sua saúde mental afeta o desempenho de seus negócios

62,2%

Se sentem cansadas com frequência ou exaustas conciliando trabalhos

31,5%

Acreditam que não são tão levadas a sério quanto os homens

Assista à

Reportagem

O que faz a Olhi?

Convidamos as pessoas a olhar para o trabalho do cuidado e reconhecer o tempo e a dedicação envolvidos no ato de cuidar. Fazemos isso através de uma plataforma de serviços online, que reproduz, remunera e redistribui o cuidado.

Seja uma
profissional Olhi

Economia invisível

Veja o que ela representa

É o valor que seria adicionado anualmente à economia global
se o cuidado não remunerado fosse remunerado

(OXFAM, 2021)

É o gasto anual nos Estados Unidos com o cuidado
da casa e das pessoas


(INVEST IN CARE, 2023)

É o valor do trabalho do cuidado no Brasil, sendo que
o trabalho invisível feminino equivale a 8,5% do PIB


(FGV Ibre, 2023)

Feito por mulheres para todo mundo